Emaranhamento Sistêmico e o aspecto da Constelação Familiar

Somos livres e, até que ponto? Uma reflexão sobre a nossa liberdade para realizar mudanças e o sistema familiar


Constelação Familiar .::. Terapeuta Talita Camargo

Relacionamentos - Emaranhamentos Sistêmicos


Nesse material, abordarei o conceito e identificação dos emaranhamentos sistêmicos de acordo com a Constelação Familiar e suas principais influências em nossos relacionamentos atuais:


1) O que são emaranhamentos sistêmicos.

A vida chega para nós de muito longe e, cada um de nós, possui a família como destino.

Nessa família, acontecimentos marcantes determinaram a vida de algumas pessoas.

Fatos como assassinatos, mortes prematuras por doenças ou acidentes trágicos, abortos ou natimortos, lutos não vividos, relacionamentos extraconjugais, filhos fora de casamentos reconhecidos pela sociedade, suicídios, entre outros...esses fatos são, geralmente, excluídos ou ignorados da história do sistema, principalmente, por não sabermos como conduzir a elaboração de acontecimentos tão traumáticos.

Porém, uma exclusão ocorrida em geração anterior ocasionará um trauma no sistema que precisará ser “curado” (equilibrado, reconhecido) para que esse sistema volte a funcionar de forma equilibrada. O sistema familiar está sempre buscando manter o equilíbrio e o motivo principal é para a preservação e continuação da vida desse sistema.

Então, alguém na geração posterior virá com essa missão de equilibrar esse sistema, assim, o indivíduo que foi “selecionado” para equilibrar esse sistema encontra-se “emaranhado” a essa história em específico e não conseguirá viver o seu destino em plenitude até que esse fato seja “curado” (olhar a emoção do sistema de forma consciente e amorosa) dentro de seu sistema.

O sistema demonstra como desequilíbrios alguns sintomas como: comportamento suicida, mortes prematuras, casamentos/relacionamentos conturbados ou falidos, relacionamentos abusivos, assassinatos, relacionamento extraconjugais, doenças diversas, alcoolismo, vícios diversos, obesidade, problemas profissionais, perdas financeiras, entre outros.

Quando um descendente começa a reproduzir comportamentos parecidos com algum antepassado, ele pode estar “emaranhado” ou, ainda, “identificado” com a história vivida por um antepassado do sistema.

Por isso vemos que, em uma família, os destinos tendem a se repetir.

Porém, a única forma de realmente sermos direcionados para isso na sua história pessoal, é colocar a sua constelação.


Nota sobre Emaranhamento Sistêmico:

Quando há um indivíduo emaranhado no sistema, não adianta tentarmos persuadir ou inferir diretamente em suas decisões. Não teremos sucesso. Não é falta de vontade da pessoa. O campo familiar é muito mais forte que a força de vontade.


2) Quais suas influências nos relacionamentos atuais:

Através dos estudos da Constelação, identificou-se que, esses fatos ocorridos em outras épocas, por exemplo, em 1800, impactam em nossas vidas, principalmente nos relacionamentos, aqui em 2019.

Abaixo alguns casos reais de Constelações:

Exemplo 1: Uma pessoa que suicidou-se em gerações passadas, influencia a geração futura, de forma que, algum descendente busca o suicídio ou suicida-se. Ao investigar a história de um indivíduo com comportamento suicida foi possível chegar em alguém na geração passada que suicidou-se ou tinha o mesmo comportamento, mas não o fez.

Exemplo 2: Filhos homens, que não tiveram o reconhecimento da paternidade, desenvolvem sérios vícios como cigarro, álcool e diversas outras drogas.

Exemplo 3: Mulheres que foram brutalmente abusadas e exploradas por seus parceiros criaram uma barreira como forma de proteção contra todos os homens e os excluíram do seu sistema, tornando a próxima geração feminina totalmente avessa ao masculino tendo relações dominadoras e agressivas com seus parceiros ou figuras masculinas.

3) Como podemos transformar os eventos traumáticos dentro de um sistema através da Constelação Familiar (campo fenomenológico):

A Constelação Familiar identifica e chega onde esse ciclo iniciou (para a pessoa que coloca a constelação) e, chegando em sua origem promove um meio de reviver e incluir esse evento, e esse movimento irá reverberar até o destino atual (pessoa que coloca a constelação).

Devemos compreender que o seu problema atual está para além de seu livre arbítrio/escolhas. Esse movimento da constelação ajuda, alivia, acalma e leva amor novamente ao fato.

Porém, é visto que essa transformação apenas foi observada com a ajuda de uma pessoa externa (terapeuta) que viabilizada ao cliente essa condução dentro de seu sistema.

Cada sistema familiar é um sistema único, em Constelação Familiar, nunca temos regras ou causação, pois seu funcionamento e orientação é sistêmico-fenomenológico (aquilo que se apresenta).

O mais importante e essencial nesse trabalho é permitir-se a entrega ao sentimento/emoção que surge no campo.


Nota: A Constelação Familiar aplicada, atua apenas em nosso campo inconsciente e não permite elaboração.




#constelaçãofamiliar #terapiafamiliar #berthellinger #emaranhamentosistêmico #terapeutatalitacamargo #constelaçãofamiliarcuritiba #constelaçãoindividual #destinopessoal #destinofamiliar #antepassados

0 visualização

Agendamentos:

41. 9 9852 14 50 

Curitiba - Paraná - Brasil

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social